Implantes

Implantes

AGORA são possíveis e rápidos!

Sabe aquele dente que foi extraído há um tempo, que você procurou em vários dentistas a possibilidade de implanta-lo e nenhum deles disse que era viável? Agora isso é possível. Essa situação é mais comum do que se imagina, principalmente quando a pessoa perde um dos dentes de trás, os molares. Com o passar do tempo há uma perda de volume ósseo e a aplicação do implante, ”parafuso”, fica inviável por se tornar um procedimento difícil, arriscado e demorado. Com uma nova técnica e material diferenciado, a DUOCLINIC tem apresentado soluções incríveis que reduzem o risco, dor e o tempo de tratamento.

duoclinic

Desta forma quem sofre com esse problema acaba desistindo do tratamento. “Nesses casos, com o implante comum é preciso realizar enxerto ósseo, esperar a regeneração daquela área ou uma cirurgia mais invasiva, procedimento que poderiam levar até um ano para sua conclusão. Com os novos implantes Straumann, que possuem uma superfície tratada e de menor comprimento, é possível fazer o procedimento cirúrgico do implante, e na maioria dos casos, o tratamento é concluído entre 21 e 45 dias. Assim não há risco de parestesia e reduz em muito o tempo de tratamento”, explicam Dr. Ramiro e Felipe Chavasco, diretores da DUOCLINIC.

Essas superfícies recebem um tratamento exclusivo, que possibilita atrair as células formadoras de osso mais rapidamente em comparação com implantes convencionais ou sem tratamento de superfície. O diferencial para que isso tudo aconteça está no uso de um bom material de implante. A DUOCLINIC conta hoje com o que há de melhor no mercado odontológico, os implantes Straumann. “Esse material possui superfície tratada, SLActive, o que faz com que a cicatrização seja mais rápida. Além disso, a empresa possui implantes de 4 milímetros de altura, o que nos dá a possibilidade de acelerar ainda mais o tratamento em casos que o paciente sofreu perda óssea. Assim não é preciso enxerto, eliminando uma cirurgia e um longo tempo de espera até a recuperação completa do sorriso”.

Esses implantes são a solução ideal para casos de pacientes que sofrem de comorbidades, como diabetes, que interferem diretamente na cicatrização do implante. O mesmo material também é indicado para pacientes que possuem vícios, como tabagismo, fator que complica o tratamento com implante convencional. “No caso de um dos pacientes ser fumante, nós precisamos fazer uma análise maior do caso. O hábito de fumar reduz a vascularização, o que consecutivamente diminui a cicatrização na região operada, correndo risco de perda do implante. O mesmo também ocorre em diabéticos. Já com implantes Straumann, o índice de sucesso nesses casos é próximo de 100%”.

A indústria de implantes odontológicos hoje em dia é muito volumosa, com cerca de mais de 500 empresas no segmento. Devido a isso, o cirurgião dentista tende a escolher aquela em que melhor se adapta para trabalhar. Porém, algumas se destacam no mercado mundial, seja pela técnica peculiar de se instalar os implantes, ou pelas pesquisas que resultam em melhorias continuas das raízes artificiais. O grande dilema dos cirurgiões dentistas é deparar com pacientes com pouco volume ósseo, ou seja, pouca disponibilidade óssea para instalação de implantes. Com isso a indústria investiu em implantes extremamente curtos (menores que 8mm), que pouco tempo atrás a regra era “quanto maior o implante melhor”. Para que esses implantes curtos tivessem sucesso, houve muita pesquisa sobre a superfície desses implantes.

Os implantes curtos, que podem ser até de 4mm de altura, possibilitam o cirurgião dentista optar por instalação desses implantes em áreas limítrofes ou dispensar o paciente de enxerto ósseo, que resultaria em maior morbidade ao paciente e maior tempo de tratamento. Isso porque, os enxertos necessitam maior tempo de cicatrização e até mesmo evitando grandes manobras cirúrgicas. Assim, com indicações corretas para cada caso, os implantes curtos e com superfície tratadas são uma excelente alternativa para pacientes com pouca disponibilidade óssea.

duoclinicDr. Felipe Chavasco / CRO-MG 37.926
Dr. Ramiro Chavasco / CRO-MG 31.392

Rua Paraíba 201 Centro – Poços de Caldas
Duoclinic: (35) 4141-1380 | Daniela Franco: (35) 4141-2790

Facebook: @duoclinicreabilitacaooral
Instagram: @duoclinic
Whatsapp: (35) 99141-1281