Implante Dentário

Implante Dentário

Os implantes dentários surgiram no ano de 1952, fruto das experiências do prof. Branemark, e atualmente constituem numa opção a mais para a substituição do dente perdido. O implante dentário é simplesmente a tentativa do ser humano de imitar a natureza, ou seja, substituir a fixação natural do dente no osso, que é a raiz, por um parafuso de metal. O titânio foi o metal escolhido por ser o mais biocompatível (não causar nenhum mal ao organismo) entre outras características. Em relação aos outros tipos de substituições ou próteses, como a prótese fixa, existe a vantagem do implante em não ter a necessidade de desgastar os dentes vizinhos para o apoio do dente a ser substituído, e em comparação as próteses móveis não existe os antiestéticos e desconfortáveis grampos.

O implante segue um protocolo para a sua realização e conseqüentemente para o seu sucesso. Ele é inserido no osso através de uma pequena cirurgia. E atualmente com os avanços na área de pesquisa de tratamento na superfície do implante há a redução do tenho de espera para a confecção da prótese, que pode ser imediata ou pouco tempo após a inserção do implante.

Nestes anos todos que nos dedicamos a implantologia oral, podemos observar com satisfação o resultado final que não só no campo da odontologia, isto é, estética e função (mastigação), mas também a alteração pessoal que transforma o paciente no sentido do aumento da auto-estima, mudança no humor e um maior prazer em viver. Portanto quando propomos um tratamento com implantes temos a consciência de medir o tamanho da alteração que o mesmo irá trazer a pessoa.

Dr.-Aldo-Silva--Mayrink