edição #11 2017

Rejuvenescimento Facial Elaborado

Rejuvenescimento Facial Elaborado

Falar em rejuvenescimento facial é pensar em recuperar traços, formatos ou marcas que sempre identificaram cada pessoa e que pelos anos vividos ou por fatores diversos os mesmos foram alterados ocasionando uma nova aparência à pessoa.

Torna-se então necessário, ao médico dermatologista, um planejamento individual com a associação de técnicas e produtos, seguida de uma avaliação estética minuciosa.

Com esta atenção individualizada é possível não só trazer ao paciente uma recuperação saudável de sua pele, mas a recuperação de sua auto estima acima de tudo.

Entre as técnicas atualmente usadas, as mais frequentes são: o Preenchimento, a toxina botulina (Botox) , Fios de sustentação, Sculptra, IPCA (Microagulhamento), os variados tipos de Lasers e também os diferentes tipos de Pellings.

O preenchimento é essencialmente uma arte onde se observa as proporções, tendências, movimentos,estímulos e diferenças de gênero, raça e idade, além da capacidade de beleza e individualização de cada ser humano.

O médico dermatologista, para preencher bem, necessita ter uma bagagem ampla de conhecimento cientifico que passa pela anatomia da face, fisiologia da pele e conhecimento dos produtos a serem utilizados para cada especificidade. Ele também precisa conhecer as doenças e contraindicações de cada organismo, além da capacidade de corrigir qualquer possível complicação advinda dessa aplicação. O resultado do preenchimento não tem absolutamente nada a ver com caricaturas ou rostos artificiais e marcados, mas sim com resultados naturais, preventivos e duradouros.

O uso de fios de ácido polilático vem obtendo bons resultados no tratamento da flacidez cutânea. Trata-se de um fio que tem cones deste mesmo material, que ajudam no tensionamento e levantamento da pele.

A colocação específica segue os vetores físicos que ajudam na sustentação do contorno. Além do efeito de levantamento, também há estímulo de colágeno novo, devido ao produto do qual ele é feito. O ácido polilático é sabidamente um produto estimulador de colágeno.
A toxina botulínica (Botox) começou a ser usada com fins estéticos em 1991 e indicada para amenizar linhas de expressão e rugas profundas. Por exemplo, as linhas verticais entre as sobrancelhas; pés-de-galinha nos cantos dos olhos; linhas horizontais na testa e nas bandas do músculo platisma, ( melhorando assim a área do pescoço).

Também é usada para o reposicionamento das sobrancelhas: o músculo é enfraquecido e relaxado, para não contrair. Esse tratamento previne que se formem novas rugas. Alguns músculos não podem ser tratados, pois realizam funções importantes na expressão natural de uma pessoa.

O ácido poli-L-láctico , conhecido como Sculptra, é uma substância bio- compatível, completamente absorvível e imunologicamente inerte. Age no espessamento do tecido dérmico através do estímulo à produção , o preenchimento com Sculptra é indicado para casos de flacidez facial e perda do contorno do rosto. Age estimulando naturalmente a produção endógena do colágeno intradérmico, uma proteína responsável por dar firmeza e sustentação à pele.

Portanto, é uma nova era que se inicia e que propicia reestruturação sem corte, sustentação sem cicatrizes, tonicidade com resposta da própria pele, naturalidade e prevenção, mas acima de tudo, harmonia com as funções fisiológicas da pele.

Acredito em algumas regras para alcançar ótimos resultados: compreender a real expectativa do paciente, ter senso estético, dominar a técnica do tratamento, usar materiais de qualidade visando a segurança e melhores resultados, além de investimento em estudo através de congressos e cursos de atualização oferecidos principalmente pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e a Academia Americana de Dermatologia. Dr-Caio-Henrique-Figueiredo-Matos

Implante Dentário

Implante Dentário

Os implantes dentários surgiram no ano de 1952, fruto das experiências do prof. Branemark, e atualmente constituem numa opção a mais para a substituição do dente perdido. O implante dentário é simplesmente a tentativa do ser humano de imitar a natureza, ou seja, substituir a fixação natural do dente no osso, que é a raiz, por um parafuso de metal. O titânio foi o metal escolhido por ser o mais biocompatível (não causar nenhum mal ao organismo) entre outras características. Em relação aos outros tipos de substituições ou próteses, como a prótese fixa, existe a vantagem do implante em não ter a necessidade de desgastar os dentes vizinhos para o apoio do dente a ser substituído, e em comparação as próteses móveis não existe os antiestéticos e desconfortáveis grampos.

O implante segue um protocolo para a sua realização e conseqüentemente para o seu sucesso. Ele é inserido no osso através de uma pequena cirurgia. E atualmente com os avanços na área de pesquisa de tratamento na superfície do implante há a redução do tenho de espera para a confecção da prótese, que pode ser imediata ou pouco tempo após a inserção do implante.

Nestes anos todos que nos dedicamos a implantologia oral, podemos observar com satisfação o resultado final que não só no campo da odontologia, isto é, estética e função (mastigação), mas também a alteração pessoal que transforma o paciente no sentido do aumento da auto-estima, mudança no humor e um maior prazer em viver. Portanto quando propomos um tratamento com implantes temos a consciência de medir o tamanho da alteração que o mesmo irá trazer a pessoa.

Dr.-Aldo-Silva--Mayrink

Dúvidas sobre implantes. Quanto custa e muito mais!

Dúvidas sobre implantes. Quanto custa e muito mais!

Clovis Marcassa: Nesses 40 anos de profissão, dos quais 23 dedicados a implantodontia, pude vivenciar a evolução dessa área.

O implante é uma alternativa segura para a substituição dos dentes naturais.

Materiais protéticos de alta qualidade possibilitam a realização funcional e estética das arcadas.

Cuidados com a higiênie oral, visitas periódicas e regulares ao dentista são fundamentais para a longevidade dos implantes.

Quanto você pagaria para ter um sorriso bonito? Mas, e se para isso, fosse necessário reconstituir os dentes? A perda dentária é uma situação delicada, que afeta a autoestima de muitos pacientes. Além de ser uma questão estética, a falta dos dentes compromete a mastigação, a fala e até os movimentos de abertura e fechamento da boca. Por isso, a recolocação dos dentes é necessária e vai muito além de um belo sorriso. A boa notícia para quem precisa fazer um implante dentário é que os custos desse tipo de tratamento estão cada vez mais acessíveis.

Com o aumento da qualidade dos materiais nacionais utilizados nos implantes, a concorrência pelo uso de materiais importados ficou maior, promovendo uma queda nos preços do tratamento como um todo. Por isso, hoje, implantar um dente ficou muito mais fácil, mesmo para orçamentos mais enxutos.

O tratamento envolve a instalação de um pequeno cilindro de titânio no tecido ósseo, exatamente no local do dente perdido. Esse cilindro funcionará como uma raiz artificial e, sobre ele, será rosqueada uma prótese, que pode ser fixa ou móvel.

Após a colocação do cilindro por meio de uma pequena cirurgia, o paciente aguarda um período entre 3 a 6 meses, para que então seja instalada a base da prótese e a prótese propriamente, ou seja, o dente artificial.

Como funciona o implante?
Esse tempo entre a colocação do implante e a instalação da prótese serve para que o tecido ósseo se integre à base de implante, permitindo assim a fixação dos dentes. O titânio é um material considerado biocompatível, o que significa que não provoca nenhuma espécie de reação adversa, ficando permanentemente integrado ao tecido ósseo.

Para alguns casos, a instalação do implante, devido à perda óssea se torna impossível. Então é necessário o uso de outras técnicas que viabilizem o tratamento.

Hoje, já existem diversos tamanhos e espessuras de implante que atendem diferentes tipos de perdas dentárias. Embora o tratamento envolva o procedimento cirúrgico, ele costuma ser simples e com alto índice de sucesso.

 

Clovis-Marcassa